Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Imprensa Noticias 2017 Abril Itec estuda soluções em segurança da informação e análise de dados
07/04/2017 - 14h07m

Itec estuda soluções em segurança da informação e análise de dados

Previsão de ataques cibernéticos estão entre as vantagens das ferramentas

Itec estuda soluções em segurança da informação e análise de dados

Texto de Isaac Moraes

Fotos Gabriela Araújo


Trafegam pela rede lógica do Estado, em tempo real, 24 horas por dia, milhares de dados importantes não apenas para o Governo como também para os cidadãos, fazendo com que a equipe do Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec) esteja sempre atenta e alinhada com o que há de melhor em ciência de dados e segurança da informação. A reunião que aconteceu na sede do Instituto nesta sexta-feira (7), é derivada desse cuidado do Governo de Alagoas com a segurança das informações públicas.

 

As gerências de operações e desenvolvimento do Itec receberam uma multinacional que vem se posicionando nos últimos anos como grande provedorade soluções para segurança, contra ataques cibernéticos e na área de analytics, referente a análise de dados, utilizando computação cognitiva.

 

“Nós conversamos sobre soluções voltadas à saúde, fazenda, segurança pública e para o próprio Itec, objetivando melhorar o uso dos dados e a segurança das informações que trafegam no Estado através da nossa rede de dados. Pretendemos conhecer a fundo mais soluções e, com a anuência do presidente do Instituto, Luciano dos Santos, fazermos pontes e provas de conceito com algumas ferramentas e daí seguirmos para os trâmites de possíveis aquisições” explicou o gerente de operações do Itec, Renato Prado.

 

Para a cientista de dados da multinacional, Janete Ribeiro, o ganhos são inúmeros quando da implantação de um ferramental de análise de dados forte.

 

“Você se torna capaz de detectar, digamos, proativamente, as ameaças cibernéticas de ataque a rede, de identificar possíveis fraudes ao sistema financeiro, como o não recolhimento de impostos, enfim, sempre tentando utilizar os dados como uma fonte para identificar anomalias, atuações fora do padrão, que possam gerar um resultado pro Governo. Pode ajudar a melhorar a arrecadação, o atendimento ao cidadão, a proteger os dados, enfim, reforça a segurança das informações que estão dentro desses órgãos públicos”, disse a cientista.

Ações do documento