Perguntas Frequentes

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas

Sobre o ITEC

O Instituto de tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas– ITEC é o órgão especial da Administração Pública, com autonomia administrativa e financeira, vinculado ao Sistema Secti ou seja, à Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação. Esse sistema também é composto pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas – FAPEAL e pelo Instituto de Metrologia e Qualidade de Alagoas – INMEQ.

O ITEC tem por objetivo principal a proposição e execução da Política Estadual de Informática e Informação, a execução dos serviços corporativos do Estado e gestão da rede de comunicação de dados, voz e imagem da Administração Pública Estadual.


O que é Administração Indireta?

A administração indireta é o conjunto das entidades que, vinculadas a um ministério, prestam serviços públicos ou de interesse público. Sua existência se baseia no princípio de descentralização ou distribuição de competências e atividades. Ou seja, quando não pretende executar certa atividade através de seus próprios órgãos, o poder público transfere a sua execução a outras entidades. Compõem a administração indireta as autarquias, as fundações públicas, as empresas públicas e sociedades de economia mista.

As autarquias são serviços autônomos, instituídas por lei e portadoras de personalidade jurídica própria, bem como patrimônio e receita. Seu objetivo é executar atividades típicas da Administração Pública, que por motivo de otimização da funcionalidade, requerem uma descentralização da gestão administrativa e financeira.

As fundações públicas possuem personalidade jurídica de direito público, que não visam lucro e criadas em para o desenvolvimento de atividades que não exijam execução por órgãos ou entidades de direito público. Também possuem autonomia administrativa, patrimônio próprio gerido pelos respectivos órgãos de direção, e tem em sua fonte de financiamento os recursos da União e demais fontes.

As empresas públicas são entidades dotadas de personalidade jurídica de direito privado, com patrimônio e capital exclusivo da União, criadas para a exploração de atividade econômicas que o Governo seja levado a exercer por força de contingência ou de conveniência administrativa podendo revestir-se de qualquer das formas admitidas em direito.

Por fim, existem as sociedades de economia mista, que são entidades dotadas de personalidade jurídica de direito privado, com criação autorizada por lei para a exploração de atividade econômica, sob a forma de sociedade anônima, cujas ações com direito a voto pertençam em sua maioria à União ou a entidade da Administração Indireta. São portanto, controladas pelo Poder Público.

Fonte: Blog Luz

Fonte: Educação Uol


O que é Tecnologia?

O termo tecnologia, de origem grega, é formado por tekne – τεχνη (“arte, técnica ou ofício”) e por logos – λογια (“conjunto de saberes”). É utilizado para definir os conhecimentos que permitem fabricar objetos e modificar o meio ambiente, com vista a satisfazer as necessidades humanas.

Convém destacar que, embora erradamente, é usada a palavra tecnologia como sinônimo de tecnologias da informação, que são aquelas que permitem o tratamento e a difusão de informação por meios artificiais e que incluem tudo o que esteja relacionado com os computadores.

Apesar de ser difícil estabelecer um mesmo esquema para as diferentes aplicações da tecnologia, pode-se dizer que a fabricação de um novo aparelho/dispositivo começa com a identificação de um problema prático a resolver. De seguida, são fixados os requisitos que deve cumprir a solução (materiais, custos, etc.) e o seu princípio de funcionamento. Por fim, procede-se à concepção do dito aparelho, à construção de um protótipo e ao próprio fabrico. A tecnologia abarca portanto todo este processo, desde a ideia inicial à sua aplicação propriamente dita.

Fontes: Wikipedia / Conceito de


O que é Tecnologia da Informação?

A Tecnologia da Informação (TI) pode ser definida como o conjunto de todas as atividades e soluções providas por recursos computacionais que visam permitir a obtenção, o armazenamento, o acesso, o gerenciamento e o uso das informações. Isso envolve softwares, hardwares (máquinas), redes, bancos de dados e quaisquer outros recursos computacionais que sejam utilizados nas ações sobre a informação mencionadas anteriormente.

Na verdade, as aplicações para TI são tantas - estão ligadas às mais diversas áreas - que há várias definições para a expressão e nenhuma delas consegue determiná-la por completo.

Fonte: Infowester


O que é Informática?

Informática é um termo usado para descrever o conjunto das ciências relacionadas ao armazenamento, transmissão e processamento de informações em meios digitais, estando incluídas neste grupo: a ciência da computação, a teoria da informação, o processo de cálculo, a análise numérica e os métodos teóricos da representação dos conhecimentos e da modelagem dos problemas. Mas também a informática pode ser entendida como ciência que estuda o conjunto de informações e conhecimentos por meios digitais.

A informática ajuda ao ser humano na tarefa de potencializar as capacidades de comunicação, pensamento e memória. A informática é aplicada em várias áreas da atividade social, e podemos perfeitamente usar como exemplo as aplicações multimídia, arte, desenho computadorizado, ciência, vídeo jogos, investigação, transporte público e privado, telecomunicações, robótica de fabricação, controle e monitores de processos industriais, consulta e armazenamento de informação, e até mesmo gestão de negócios.

A informática se popularizou no final do século XX, quando somente era usada para processos industriais e de uso muito limitado, e passou a ser usada de forma doméstica estendendo seu uso a todo aquele que pudesse possuir um computador. A informática, à partir dessa época começou a substituir os costumes antigos de fazer quase tudo a mão e potencializou o uso de equipamentos de música, televisores, e serviços tão essenciais nos dias atuais como a telecomunicação e os serviços de um modo geral.

O termo informática provém das palavras de origem francesa “informatique” (união das palavras “information” informação, e “Automatique”, automática). Se trata de um ramo da engenharia que tem relação ao tratamento da informação automatizada mediante o uso de máquinas. Este campo de estudo, investigação e trabalho compreende o uso da computação para solucionar problemas vários mediante programas, desenhos, fundamentos teóricos científicos e diversas técnicas.

A informática produziu um custo mais baixo nos setores de produção e o incremento da produção de mercadorias nas grandes indústrias graças a automatização dos processos de desenho e fabricação.

Com aparecimento de redes mundiais, entre elas, a mais famosa e conhecida por todos hoje em dia, a internet, também conhecida como a rede das redes, a informação é vista cada vez mais como um elemento de criação e de intercambio cultural altamente participativo.

A Informática, desde o seu surgimento, facilitou a vida dos seres humanos em vários sentidos e nos dias de hoje pode ser impossível viver sem o uso dela.

Fonte: Que Conceito / Wikipedia


O que é Datacenter?

Basicamente, um data center se trata de um local destinado a concentrar os equipamentos que uma empresa ou organização utilizam para o processamento e armazenamento de dados, o que, dependendo do tamanho do empreendimento, pode acolher milhares de servidores, outros bancos de dados informatizados e componentes auxiliares, como storages e ativos de rede (como, por exemplo, switches e roteadores). Nesse sentido, a tradução para o português como Centro de Processamento de Dados (CPD).

Esses equipamentos são montados com o objetivo de processar de maneira adequada grande quantidade de informações, ininterrupta e confiavelmente, para que a organização que usufrui desse sistema não tenha desvios ou queda na operacionalidade de seus serviços. Por conta disso, comumente esses centros de processamento de dados são alojados em compartimentos ou salões com extrema proteção.

Para que o data center apresente uma estrutura apropriada de funcionamento, ele deve, antes de mais nada, possuir uma infraestrutura de rede. Isso significa que ele precisa interagir com o tráfego IP (Internet Protocol) e outros protocolos de comunicação que permitam endereçar e encaminhar os pacotes de dados que usam a rede mundial de computadores. O projeto de servidores precisa atender bem a demanda da organização e carece da avaliação de pessoal especializado em TI (Tecnologia da Informação) para chegar a um número rigoroso de quantos servidores e outros aparelhos serão necessários para esta zona.

É muito válido também que o data center seja alimentado por um sistema que evite oscilações ou a falta de energia elétrica, o qual poderá ser composto por no-breaks, geradores de potência e mesmo uma subestação elétrica, dependendo do porte da organização.

Fonte: Blog Locaweb

  OUVIDORIA